Menu

Férias escolares menos tecnológicas: 5 dicas

A Direção-Geral da Educação e a SeguraNet apoiam um uso saudável da tecnologia durante as férias escolares. Descobre como podes proporcionar às crianças um verão de qualidade sem recurso a gadgets e Internet:

Férias escolares menos tecnológicas: 5 dicas

A Direção-Geral da Educação, no âmbito do Centro de Sensibilização SeguraNet, com o apoio da Geração Cordão e do Instituto de Apoio à Criança, lançou a campanha “Férias: um lugar tecno saudável!”. Uma proposta familiar e educativa que orienta os pais para uma utilização limitada e ponderada de gadgets tecnológicos, durante as férias escolares dos mais novos.

Para pais, educadores, professores e comunidade em geral, existem 5 dicas gerais que podem ajudar a estabelecer um ambiente “tecno saudável” nesta pausa letiva:

  1. As crianças e jovem necessitam de 8 horas de sono, sem a presença de tecnologia no quarto. Deve-se promover rotinas, isto é, horários para dormir e para deixar de usar gadgets como os smartphones;
  2. As refeições principais em família devem ser feitas sem a presença de smartphones. Este é um momento útil de partilha, comunicação e aprendizagem entre crianças e adultos. O treino destas competências sociais e emocionais deve assim ser feita, sem nenhuma outra distração à volta;
  3. Eliminar por completo a tecnologia do dia-a-dia das crianças e dos jovens também não é benéfico. Uma erradicação pode apenas conduzir a sentimentos de frustração e irritação. Assim, é importante saber negociar o nº de horas de utilização da Internet durante o dia, bem que tipo de conteúdo os mesmos podem aceder. Uma supervisão do mundo online é essencial para garantir a segurança dos seus filhos;
  4. Deve existir um equilíbrio entre as atividades de lazer online e offline. Pode-se optar por atividades ao ar livre associadas à utilização da tecnologia. Por exemplo: combinar uma caminhada com o recurso a apps de Navegação Outdoor com GPS, onde se pode escolher o trilho a explorar;
  5. Por outro lado, devem também existir programas sem nenhum recurso a tecnologia e Internet. O time out tecnológico apresenta benefícios, no sentido que ajuda a estimular a criatividade e a expressão individual das crianças e dos jovens. Por exemplo: organizar uma tarde de pintura/desenho ou de leituras entre família.

 

Qual é o número de horas recomendadas para o uso de tecnologia?

  • Até aos 2 anos de idade – 0 horas máx/dia
  • Até aos 4 anos de idade – 1 hora máx/dia
  • Dos 5 aos 10 anos de idade – 3 horas máx/dia
  • Adolescência – negociar o número de horas em função do nível de desenvolvimento, do equilíbrio entre as atividades ao ar livre e a necessidade de descanso. Um uso superior a 5 horas por dia é considerado uso excessivo.

 

A note! deseja-te umas férias tecnologicamente saudáveis!